Publicações EcoValor Consultoria em Sustentabilidade

Publicações

  • EcoValor

Vulcabras é certificada em nível máximo no Origem Sustentável


Único programa de certificação de sustentabilidade na cadeia calçadista mundial, o Origem Sustentável certificou, ontem (25), durante a realização da 25ª edição do INSPIRAMAIS, em Porto Alegre/RS, a Vulcabras. O evento contou com as presenças de dirigentes da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) e da Associação Brasileira das Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos (Assintecal), entidades realizadoras do Programa.


Com uma produção de mais de 25 milhões de pares por ano e empregando mais de 16 mil colaboradores nas unidades produtivas de Horizonte/CE e Itapetinga/BA, no Centro de Distribuição de Extrema/MG, no Centro de Desenvolvimento de Parobé/RS e nos escritórios administrativos mantidos em São Paulo, a Vulcabras é considerada uma das maiores empresas do setor calçadista mundial. Durante o INSPIRAMAIS, a calçadista recebeu a certificação Diamante no Origem Sustentável, concedido a empresas que alcançam mais de 80% dos indicadores de sustentabilidade no processo produtivo.


No âmbito da sustentabilidade, a empresa é a primeira calçadista nacional a utilizar energia 100% livre de emissão de CO2, com geração eólica. Além do fato, a Vulcabras possui 100% de reuso de água, por meio de tratamento próprio de efluentes na unidade de Horizonte/CE. No Centro de Distribuição de Extrema/MG o reuso é de 40%. Segundo o gerente de SGI (sistema de gestão integrada), Luiz Otávio Gói, o reuso na unidade cearense se faz ainda mais relevante devido ao contexto regional de crise hídrica. “Desde a implementação do sistema foram tratados mais de 60 milhões de litros de água”, conta Gói. Já na unidade de Itapetinga/BA, o destaque fica por conta do projeto Zero Aterro, que zerou a geração de passivo ambiental, com todo o resíduo sendo reaproveitado na produção de novos calçados e componentes. Conforme relatório de sustentabilidade da Vulcabras, em 2020, foram recicladas mais de 127 toneladas de plástico, 161 toneladas de EVA e 35 toneladas de TPU (poliuretano termoplástico).


Na área de produto, a Vulcabras lançou, no final de 2021, o tênis Corre ECO, da marca esportiva Olympikus. O produto foi desenvolvido por atletas de corrida com tecnologia 100% sustentável. O tênis possui cabedal produzido com pet reciclado, EVA verde (fabricado com cana de açúcar) e borracha especial extraída da Seringueira. Já as tags dos produtos são desenvolvidas com folhas de manjericão, que podem ser plantadas pelos consumidores.


Social

Na área social, a empresa trabalha com projetos de qualificação e capacitação profissional, caso do Programa Complementar de Alfabetização, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), e do Programa de Formação de Menor Aprendiz, este em parceria com o Serviço Social da Indústria (SESI) e SENAI. No ano passado, conforme o Relatório de Sustentabilidade da Vulcabras, foram 525 atendidos.


Outro projeto que é destaque na área social é o Programa Corre Junto Brasil, que no auge da pandemia de Covid-19 ajudou milhares de pessoas a manterem trabalho e renda. Conforme o projeto, os vendedores recebiam comissão de 10% por vendas de produtos da Olympikus. Também com o objetivo de gerar autonomia para as pessoas, a Vulcabras passou a trabalhar, em 2020, com a Escola do Corre - https://www.olympikus.com.br/escoladocorre - , uma plataforma digital gratuita com conteúdos sobre empreendedorismo.


Ainda na área social, a empresa trabalha fortemente a inclusão de pessoas com deficiência física nos setores produtivo e administrativo. “Hoje, cerca de 5% do nosso quadro de colaboradores é preenchido por pessoas com deficiência e temos as fábricas adaptadas para elas”, conta Gói.


Comitê de Sustentabilidade

Visando discutir os temas relativos à Sustentabilidade, a empresa possui um Comitê específico formado por colaboradores das mais diversas áreas e que tem por objetivo promover o conceito no dia a dia das unidades e das comunidades em que estão inseridas.


Segundo Gói, a certificação do Origem Sustentável celebra uma realidade já realizada há anos pela Vulcabras. “A certificação Origem Sustentável é uma proposta inovadora no campo da sustentabilidade, tendo alcançado a maturidade com um escopo completo de indicadores”, avalia.


Fornecedores

Outra importante função da certificação Origem Sustentável é a promoção da sustentabilidade na cadeia de fornecedores. Com mais de 800 fornecedores em todo o Brasil, a Vulcabras trabalha fortemente a necessidade de desenvolvimento de materiais sustentáveis. “O Origem Sustentável joga um holofote sobre a questão da sustentabilidade e instiga toda a cadeia produtiva. Desde a nossa adesão, notamos um movimento cada vez maior de fornecedores apresentando produtos que trazem o conceito no seu desenvolvimento”, conclui o gerente.


Mercado internacional

Presente na certificação da Vulcabras, o presidente da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), Augusto Pestana, destacou a importância da promoção da cadeia calçadista como sustentável em âmbito internacional. “Vemos muitas distorções da imagem brasileira no exterior, especialmente no quesito sustentabilidade. Mostrar uma cadeia produtiva sustentável, como estamos presenciando aqui no INSPIRAMAIS, traz ganhos de imagem e competitividade no mercado internacional”, avaliou.


Em outubro passado, o Origem Sustentável foi lançado internacionalmente na Expo Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, despertando interesse de grandes players do setor em nível mundial.


Origem Sustentável

Levando em consideração as dimensões ambiental, econômica, social e cultural traduzidos em 104 indicadores desenvolvidos em consonância com parâmetros internacionais de ESG, o Origem Sustentável é o único programa de certificação de sustentabilidade da cadeia calçadista no mundo. O objetivo é certificar desde o fornecedores de componentes até o fabricante de calçados, fechando o ciclo produtivo. O programa certifica processos produtivos sustentáveis e conta com auditorias externas do SENAI, SGS, Intertek, Bureau Veritas e DNV.


Atualmente, já estão certificadas a Vulcabras, Bibi, Beira Rio, Usaflex, Piccadilly, Boxprint e Caimi & Liaison. Encontram-se em processo de certificação outras gigantes da cadeia calçadista, como a Schutz, Ramarim, Via Marte, Redeplast, Calçados Ala e Bebecê e outras mais de 50 fabricantes de calçados e componentes.

Fonte: Abicalçados - acessado em 26/01/2022

33 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo